Treinamento aeróbico em jejum: Uma análise crítica

Postado em 13/12/2018
Voltar Imprimir Compartilhar

Diante de todas as estratégias de obter perda de gordura corporal, tanto atletas quanto praticantes de Exercício Físico estão utilizando vários métodos com eficácia controversa, um deles ficou popularmente conhecido como Aeróbico em jejum. (AEJ)

Vamos conhecer um pouco do método.

Geralmente essa estratégia é utilizada em exercícios de 30 a 50 minutos de cardio ( corrida, Bike ou natação) em jejum de aproximadamente 12 horas, alegando haver maior oxidação de gorduras. Porém essa prática possui contestações, principalmente quando realizada por praticantes recreacionais (baixo rendimento). Os baixos níveis de glicose sanguínea ao acordar é a principal indicação para a necessidade de realizar uma refeição pela manhã.

Então, realizar exercícios em jejum além de muito arriscado, pode desencadear sintomas como tonturas,  vômitos, náuseas, desmaios e em casos mais graves coma. Sem melhoras no desempenho e eficácia insignificante de perda de gordura comparado ao treino adequado com alimentação prévia.

Portanto, por que optar por um método arriscado, sem comprovação científica, sem benefícios significantes, se você pode realizar algo planejado com prescrição de alimentação e treinamento menos agressivos ao organismo e que podem ser seguidos a longo prazo?! Reveja suas escolhas.